segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

MÍDIA - Portugueses de braços abertos sobre a Guanabara

Quem acompanha o blog sabe que o Cri-crítico adora publicidade e ama o Rio de Janeiro. Então, por que não ratificar aqui mais uma homenagem prestada à Cidade Maravilhosa, ao ensejo de mais um aniversário do padroeiro do município?

Desta vez, a idéia veio de além-mar, mais especificamente da direção de marketing e relacionamento da empresa de aviação TAP, Transportes Aéreos Portugueses, que no último dia 20...

Bem, é melhor vocês verem o vídeo e conferirem.

O Cri-crítico recomenda!

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010


Ctrl C + Ctrl V

Mais do mesmo de mim mesmo... E Dele, é claro

Desde a minha primitiva experiência como Cri-crítico, ainda no blig, há cerca de cinco anos, e há dois por aqui no blogspot, é a primeira vez que repito um post. Não por falta de assunto ou tampouco pela minha recorrente falta de tempo.

Acontece que um ano após ter publicado o texto abaixo, ainda gosto dele – o que é uma exceção na vida de qualquer redator. Alguns trechos eu escreveria diferente. Contudo, sinto-me à vontade para falar mais do mesmo e dar um Ctrl C + Ctrl V no próprio Cri-crítico, para ratificar minha homenagem a este grande homem.

Como diria Gilberto Gil:

Sebastian, Sebastião, diante de tua imagem tão castigada e tão bela... Penso na tua cidade, peço que olhes por ela...

Ele é carioca: não desiste nunca!

Não sou católico, nem protestante – ou seja, não sou membro tampouco protesto contra a Igreja Católica Apostólica Romana – mas tenho admiração por alguns homens que passaram pela Terra e que, por justaposição, compuseram denominações religiosas.

Assim é com Paulo de Tarso, mais conhecido com São Paulo, ao qual eu admiro pela sua devoção... Ao amor (além de nomear uma das minhas cidades prediletas).

Mas o herói ao qual hoje eu me refiro é Sebastião; um capitão da Guarda Pretoriana do exército romano do imperador Diocleciano, do século II.

Alistou-se com o propósito de consolar o coração dos cristãos, enfraquecido diante das torturas e, por sua conduta branda para com os prisioneiros, foi julgado pelo imperador como traidor e condenado à execução por flechadas (que se tornaram símbolo de sua imagem até os dias atuais).

Porém, Sebastião não desencarnou. Mas dado como morto foi atirado no rio e dias depois encontrado e socorrido por Irene (Santa Irene), que não conseguindo esconder o soldado, o deixou ser recapturado por Diocleciano.

Este, então, ordenou que Sebastião fosse espancado até a morte. Mesmo assim, o ‘santo homem’ resistiu e manteve-se vivo... Sendo assassinado pelo próprio imperador com uma lança.

Sebastião é italiano de nascimento, mas parece brasileiro: não desiste nunca!

Por ser tão semelhante ao nosso povo, é padroeiro de 22 cidades do Brasil:

Três Rios e Araruama, no estado do Rio de Janeiro; Rio Verde, em Goiás; Parauapebas no Pará; Alto Garças, em Mato Grosso; Itambé, Trancoso e Maraú, na Bahia; Monsenhor Tabosa, no Ceará; Alpinópolis, Andradas, Cruzília, Bom Jardim de Minas e São Sebastião do Paraíso, em Minas Gerais; Valinhos, interior de São Paulo; Jataúba e Belo Jardim, em Pernambuco; Xapuri, no Acre; Paranavaí e Sengés, no Paraná; Venâncio Aires, no Rio Grande do Sul e...

A mais bela de todas as cidades que eu conheço das centenas que visitei em mais de uma dúzia de países: São Sebastião do Rio de Janeiro.

Um homem assim merecia mesmo ser o patrono de uma cidade maravilhosa!

Parabéns por tudo e por hoje, 20 de janeiro; dia de São Sebastião!

terça-feira, 12 de janeiro de 2010


RIO

Rio 50 graus

A onda de calor que está assolando a cidade do Rio não dá trégua à noite. Madrugada dessas, passando pela Avenida Epitácio Pessoa esquina com Vinícius de Morais, avistei o relógio-termômetro marcando 36º! Isto às 2 horas!!!

Às 8h do dia seguinte, quando, de bicicleta, passei pelo mesmo local a temperatura já estava acima dos 30º. Ou seja, aqui na Lagoa, onde normalmente são registradas temperaturas mais amenas, o carioca não tem refresco.

Imaginem em Bangu!

No dia 7 de novembro de 2009, fotografia do jornal 'O Globo' registrava o recorde de altas temperaturas na cidade, apontando a sensação térmica sentida pela pele do carioca exposta à umidade do ar de 46º. (publicada no Cri-crítico de 8 de novembro)

Cerca de dois meses depois, em 11 de janeiro, as lentes do fotógrafo Custódio Coimbra capturaram um novo recorde: nada menos que 49º, anotados no mesmo termômetro, na Central do Brasil.

Duvida?

Confira a foto abaixo!

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010





CRI-CRÍTICO SOCIAL

...Ataca outra vez

No final do ano que passou o Cri-crítico tirou alguns dias de folga. Mas, como a vida não pode parar, muita gente boa por aí trabalhou. Trabalhou demais!

Foi o caso do professor de Tênis Alexandre Borges, idealizador e coordenador do Projeto de Tênis na Lagoa, que no dia 13 de dezembro, domingo, realizou uma festa de Natal, na quadra pública da Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro, em frente ao Clube Monte Líbano.

O evento, destinado às crianças e jovens de 06 a 18 anos, da Cruzada São Sebastião, Rocinha, Vidigal, Cantagalo, Parque da Cidade e Ladeira dos Tabajaras, teve clínica de tênis para iniciantes, animação, lanches e duas participações ilustres: o ídolo do tênis nacional Thomaz Koch e ninguém menos do que Papai Noel.



Como estaria extremamente ocupado nos dias 24 e 25, o bom velhinho passou pela quadra antecipadamente para presentear os mais de 70 meninos e meninas assistidos pelo Projeto, com brinquedos, roupas, tênis, raquetes e etc.

O professor Alexandre Borges ainda organizou outra festa, em uma quadra improvisada no Colégio Santos Anjos, na Cruzada São Sebastião. Onde o tenista Thomaz Koch também fez questão de prestigiar e, ao lado da empresária Eliana Drummond, distribuir os materiais esportivos arrecadados pela loja Pró-Tênis da Barra da Tijuca.


Integração

Há cinco anos buscando patrocínio para massificar o esporte, mas sem quaisquer subsídios de federações, confederações ou do Comitê Olímpico Brasileiro, Borges tem esperança de que a escolha do Rio de Janeiro como sede dos Jogos Olímpicos de 2016 motive algum patrocinador público ou privado a investir nos ‘atletas do amanhã’.

Algumas das revelações do PTL disputarão o circuito brasileiro de tênis já em 2010. Até 2016... Não custa sonhar!

Para tanto, o professor não faz distinção de classes. Ele não faz demagogia vedando as aulas de tênis somente às crianças de comunidades carentes. Este Cri-crítico aqui conhece bem o trabalho de Alexandre e já pôde constatar a presença de alunos que moram ‘no asfalto’. Filhos de porteiros de prédios da Lagoa e, até, moradores de classe média podem participar.

O ex-tenista profissional está de ‘raquetes abertas’ para receber qualquer criança. – ‘Minha intenção é divulgar o tênis, é massificar o esporte que eu amo formando tenistas e cidadãos. Não tenho preconceito com os de baixo nem com os de cima’. Pontua Borges.

Interessou-se pelo Projeto de Tênis na Lagoa? Quem quiser conhecer e/ou ajudar, basta entrar em contato através do telefone (21) 9115.2610, e falar com o próprio Alexandre Borges.